Eu amo café e amo decorar a casa! Apesar de tanto amor, ainda não consegui montar aqui em casa um cantinho especial para minha bebida predileta. Talvez o espaço ou o local ideal estejam me atrasando um pouco, mas estou sempre procurando espirações para deixa-lo bem fofo.

Foi aí que encontrei muita coisa linda em alguns perfis do instagram. Na hora do café a tarde nada melhor do que ter tudo sempre à mão: cafeteira, xícaras, pães, bolos, biscoito... Logo logo quero mostrar pra vocês o meu cantinho do café, enquanto ele não fica pronto e eu não me decido ~risos~ vamos buscar inspirações!

1 - Destine um móvel só para seu cantinho de café


Uma boa sugestão é separar um pequeno móvel só para este fim. E não se restrinja apenas a ele: use as paredes acima para compor um visual bem bacana com prateleiras, ganchinhos, quadros e outros enfeites. 


Pode ser um móvel que você já tenha em casa, repaginado ou reformado, mas pode ser um novo também; é seu orçamento que vai definir. Seja como for, além da cafeteira (e das cápsulas, se for o caso), deixe já fácil tudo que você vai precisar: algumas xícaras com pires, colheres, açúcar/adoçante, guardanapos e até uns potinhos com biscoitos, chocolates, petit fours, grissinis e o que mais você quiser oferecer com o cafezinho.



Existe a possibilidade de você usar carrinhos, que são aqueles móveis tipo bar com rodinhas. Assim, você consegue levar sua cafeteria ambulante a vários cômodos da casa.


2- Destine um canto na sua bancada para seu cantinho de café

Há quem prefira montar o cantinho do café na cozinha, pela praticidade de deixar tudo guardadinho e poder lavar os utensílios logo após seu uso. Essa ideia é ótima para quem mora em apertamento e não tem muito espaço, assim como eu. Um pequeno ramo de flores naturais ou um vasinho com suculentas também são super bem vindos.


A dica é decorar do seu jeitinho, da maneira que pareça mais charmosa e funcional para você. Não existem regras, apenas deixe o cantinho bem a sua cara!

Veja mais ideias clicando aqui




Muitos dias longe daqui. Gente que vida corrida: casa, trabalho, estudo e outras preocupações e ocupações me deixaram um pouco distante. Depois te ter feito um layout com a minha cara, resolvi não deixar mais que essas coisas me tirem daqui. Passei muito tempo pensando em como poderia mudar algo, em como arrumar mais seguidores, parceiros e outras coisas legais que vejo em outros blogs, mas depois que li o texto "Blogs, autocobrança e confusões da vida" da Paulla Buzzo, comecei a perceber o que realmente eu preciso, o que realmente me faz feliz.

Esse texto me ajudou bastante, me mostrou o que eu já sabia mas não queria enxergar. Eu sempre gostei de escrever, de compartilhar coisas do meu dia-a-dia. Comecei nessa vida de blog quando fazia jornalismo, compartilhava de algumas opiniões ou simplesmente divulgava algum texto legal. Já tive vários blogs dos quais sempre desisti: ou por conta do tempo ou simplesmente por falta de incentivo ou criatividade. 

Já li vários blogs onde tinham textos sobre "o que eu gosto ou não gosto no seu blog", "como seu blog deve ser" etc etc... Sinceramente, nenhum deles me ajudou em nada! Sempre tive aquele pensamento de quê, blog é algo pessoal, é algo que você compartilha sua vida, seus gostos, suas descobertas... Eu também curto blogs que te dão dicas mas não que impõe como deve ser algo que é só seu!

"O que me faz feliz é chegar aqui e abrir o coração, falar sobre as coisas que eu amo, falar sobre a vida – mas como fazer isso de maneira sincera e ao mesmo tempo não se expor muito?" Quando li essa parte do texto, eu parei e pensei: será que procurar lucrar com o blog vai me fazer feliz? Será que transformar ele em algo que eu não gosto apenas para ganhar seguidores, vai me dar prazer? Acorda Mayara, essa não é você!

Então me decide que vou sim continuar com o blog! Vou sim continuar compartilhando com vocês algo sobre tudo que eu gosto. Mostrando um pouco de mim e do que eu faço. Vou falar mais sobre mim, sobre minha profissão, sobre meu lar e minha vida. Desabafos também irão ocorrer de vez em quando, até porque vejo o blog como um diário virtual. 

Então vocês vão começar a ver algo mais diferente, sobre minha vida de dona de casa, sobre meu trabalho, coisa que eu não tinha muito o costume de postar pois achava que seria banal. "Pô May, o blog é seu e você nunca pensou que essas coisas que você acha banal, pode ser legal pra alguém?" 

Eu espero sinceramente que continuem comigo, gostando ou não das minhas postagens hahaha A presença, o comentário de vocês é muito importante pra mim. O blog é algo que levo levar pra frente durante muito tempo mesmo com tanta confusão. Então, não me deixem desistir, tá?!

Beijos no coração ❤